Sebo da Bidi!

Quase 10 anos de sebo!
Quem diria que esse rapaz aqui tímido, fosse conseguir vender e comprar artigos colecionáveis.
São tantos amigos, alguns poucos desafetos, faz parte.
Nunca pensei que fosse vender gibis, sempre fui um colecionador meia boca aqui em Niterói, tá, tinha umas 400 revistas Marvel/DC, algumas raras como Heróis da TV 1 e Capitão América 1, compradas de um grande amigo de colégio.
Minha coleção ficava guardada, não esperava colecionar mais gibis, álbuns de figurinhas só tinha alguns brasileiros de futebol e o da Copa de 90 incompleto.
Não comprava mais gibis, apenas livros, já que estou professor de literatura.
Mas dizem que quem ama quadrinhos, não consegue ficar muito tempo longe.
Há uns 11 anos, comprei algumas revistinhas em um sebo de Niterói que infelizmente não existe mais, o dono sumiu, nunca mais o vi.
Lá havia muita revistinha bacaninha, pena que não entendia de mercado de quadrinhos na época e deixei passar Disney, HB, Mônica/Abril, etc.
Comprei apenas algumas edições da Marvel, inclusive um Homem-Aranha da Ebal, a minha primeira revistinha Marvel da editora, já que nunca havia visto esses exemplares.
Depois de algum tempo, voltei ao mesmo sebo e comprei algumas revistas Disney por curiosidade e o Superman 1 da Abril duplicata.
Esse Superman foi vendido no antigo grupo de sebo de gibis criado pelo meu grande amigo Paulo Ricardo Abade Montenegro para um colecionador do Rio Grande do Sul, de nome Fabiano, foi meu primeiro cliente, infelizmente, perdi o contato dele.
Ainda vendia apenas como André, não havia a menor intenção de criar um sebo, queria vender as repetidas para completar as minhas coleções.
Depois de alguns meses, resolvi me cadastrar no mercado livre e criei o nome Sebo da Bidi no dia 13/12/2006, mas não pensava em vender, apenas comprar.
Tanto que alguns dias depois dei uns lances em dois Heróis da TV ofertados pelo Adriano Rainho, os números 4 e 10, não é que os leilões terminavam no dia do meu aniversário 7/01 de 2007 e fui o vencedor!
Lembro-me até hoje do valor que paguei, 10 reais no número 10 e 20 no número 4, coisa impensável nos dias de hoje.
Peguei os dados do Adriano, fiz um depósito no Banco do Brasil e esperei ansiosamente a chegada dos gibis.
Recebi os meus produtos direitinho e bem embalados, Adriano Rainho foi a 1ª pessoa com quem negociei no mercado livre, comecei bem e hoje tenho a honra de tê-lo aqui como amigo no face.
A 1ª revista que coloquei à venda já como Sebo da Bidi foi o impagável Groo 1 para um cliente de Minas Gerais, infelizmente, também não tenho o contato dele.
Depois, vieram muitos amigos pelo mercado livre como o grande Lenilson Dornelas, o cara que me abriu os olhos e me fez ver que as revistinhas Disney são muito bacanas, vendi muitos Tio Patinhas para ele e tive a honra de conhecê-lo pessoalmente, veja se aparece na feira um dia desses, velho amigo, para tomar um café comigo.
Sobre a feira da Praça XV, não sabia que existia, descobri meio que por acaso, fui fazer uma pesquisa sobre a tal feira que fica em cima dos trilhos em Alagoas e apareceu na busca a famosa feira de antiguidades.
A 1ª vez que estive na feira acho que no fim de 2007 ou início de 2008 não me lembro, já vendia com bastante frequência na internet, mas não conhecia a feira, tanto que era praticamente um desconhecido no cenário do colecionismo do Rio de Janeiro.
Cheguei lá por volta das 11 da manhã, conheci o famoso Sebastião Oliveira, conversamos um pouco, fui dar uma volta na feira, sem brincadeira, comprei um monte de revistas bacanas de um vendedor que está lá até hoje, Capitão América 1 da ABRIL, Disney Especial 2, revista que simplesmente amo, não vendo, não troco, não empresto este exemplar nem que a vaca tussa.
Voltei para a casa e ia à feira uma ou duas vezes por mês, chegava tarde, conversava com o Tião, única pessoa que conhecia lá.
Uma curiosidade durante muito tempo, não conhecia pessoalmente vários frequentadores da feira que hoje são meus amigos como o famosoLuciano Lino que era meu cliente de mercado livre e só recebia os produtos pelos Correios.
Depois de alguns meses, passei a frequentar a feira regularmente, conheci o Pedro Federighi ,o cara que mais me ensinou sobre um gibi ser ou não raro.
Além do mercado livre, do sebo criado pelo Paulo, passei a vender no orkut, conheci gente muito bacana como o famoso Denilson Borges.
Depois de alguns anos, surgiu o face, tinha conta, mas não usava, gostava mais do orkut, mas eis que surge na minha vida um dos meus melhores amigos Paulo Langer, que me mostra como o face é uma plataforma muito boa que só faz aumentar a minha popularidade, é verdade.
Paulo me adicionou ao antigo “Troca Gibi”, um grupo que era muito bom, mas que infelizmente se enfraqueceu e também ao melhor grupo de quadrinhos do face “Quadrinhólatras”!
Muito do meu sucesso na internet se deve ao Paulo, valeu meu amigo.
Tive alguns momentos totalmente inesperados na minha vida de vendedor: vendi o acervo de seu Alberto, um dos maiores colecionadores do Brasil, revistas que colecionadores muito mais experientes do que eu nunca viram na vida.
Uma curiosidade, meus amigos, vocês sabiam que o vendedor não levava muita fé em mim?
Olhou para a minha cara,viu que eu era um garoto,achou que não fosse vender nada, na verdade, até eu achava isso.
Comecei a trabalhar, fotografei parte do acervo dele, ofereci a um amigo, achou o preço absurdo, desdenhou do produto.
Tudo bem, não disse nada, só ouvi e depois ofereci a coleção “Seleções Coloridas” para um colecionador do Sul.
O cara comprou na hora.
Depois passei a vender Lobinho, Guri, etc do acervo do seu Alberto.
Foi um grande momento do meu sebo, tive mais alguns muito legais que destaco dois: um em que vendi o maior acervo de revistas Bloch do país todas em estado de banca,como aquele acervo, nunca mais apareceu igual, quem comprou nessa época comigo sabe disso.
Ano passado também tive um momento fantástico no dia 13/2, comprei uma grande coleção no interior do Rio de Janeiro.
Era plena sexta-feira de carnaval, o vendedor me liga e diz que tem alguns Gibis de Natal para vender.
Pego ônibus sem muita fé, achava que fosse cobrar uma fortuna, levava no bolso o telefone de um amigo, caso não tivesse grana para comprar tudo sozinho.
Como o vendedor disse que era pouca coisa, levei apenas uma mochila.
Chego lá na loja dele,o uma loja de produtos de pesca, o dono não estava quem me atendeu foi a mulher dele.
Vejo uma caixa com alguns gibis raros de Natal, a mulher liga para o marido, combinamos o preço, pago e ela me dá de brinde umas três caixas com revistas envoltas em papeis de seda, pensei, tão sem capas, mas são antigas deve valer um troco.
Peço a mulher para chamar um táxi e fico na calçada da loja com as caixas, pego uma das revistas envoltas no papel e percebo que o papel só protegia as revistas, elas todas estavam com as capas a primeira que abri foi o 1º Almanaque do Fantasma, meu coração estremeceu, abri mais algumas só raridades, comecei a ficar nervoso, nada da porra do táxi chegar, vai que a mulher desiste e pede as revistas?
Cabeça de colecionador é coisa de doido.
Depois de alguns dias, o vendedor me liga e diz que achou mais um restinho e que restinho!, meus amigos, alguns Gibis Mensais antes do número 1, o 1º Globo Juvenil Mensal todos encadernados sem capa, mas são originais, o 1º Almanaque do Superman, vários Almanaques do Globo Juvenil.
Hoje o meu sebo trabalha alguns anos de forma reduzida na Praça XV do Rio de Janeiro aos sábados, pelo face, por email, pelo mercado livre.
Faço parte e sou fundador da “Confraria do Gibi”, presidida pelo Helio Guerra, quem diria que este rapaz tímido fosse ajudar a fundar um grupo de colecionadores de quadrinhos, até hoje não acredito nisso.
Uma curiosidade, o meu sebo foi criado no dia 13 de dezembro que é aniversário do Hélio, sabia disso, meu amigo?
Realmente, nestes quase 10 anos, passei muitas emoções e espero passar outras.
Agradeço a minha saudosa mãe que de alguma forma me inspirou e inspira até hoje, já que o nome do Sebo é uma homenagem a ela e a todos os meus amigos que tanto me ajudam.
André Luiz Aurnheimer.
Sebo da Bidi,uma nova geração em artigos colecionáveisguri

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s