Tex, sempre Tex!

No mundo do colecionismo, conheço várias histórias e conto algumas minhas.

Hoje, vou conversar sobre o Tex 1 da Vecchi!

Uma das coisas mais legais da coleção Tex mensal no Brasil é que a numeração se segue desde o seu lançamento até os dias de hoje, isto é, nunca foi zerada, mesmo ao passar por várias editoras.

Um fenômeno curioso, já que normalmente quando uma revista muda de editora, o exemplar é zerado e volta ao número 1!

Podemos dizer que só tivemos um número 1 do Tex da 1ª edição!

A Vecchi lançou anos depois uma segunda edição!

Uma curiosidade, só vi um exemplar Tex 1 da 1ª edição em toda a minha vida que é o meu e só consegui  por  pura sorte mesmo.

Sempre digo que o que tem de ser meu será e ninguém impedirá isso.

Já perdi e ganhei revistas por detalhes.

As que ganhei eram para ser minhas e as que perdi não eram, simples, não me lamento, quando participo de leilões e ganho, ótimo, quando perco e perco mais do que ganho, simplesmente parabenizo os vencedores, já que mereceram.

Enfim, isso é a vida.

Sempre quis ter o número 1 do nosso querido ranger.


Um vendedor amigo meu havia havia separado uma caixa para mim com várias revistas.


Quando abri as caixas não acreditava:


A 1ª revista era um Tex com poster, depois chegaram alguns abaixo do 10 da 1
série e o número 1 da 2.


Pensei, tenho certeza de que o número 1 está aqui, imaginem amigos: a tensão deste pobre colecionador ao revirar o material e encontrar muitos Tex baixos, mas nada do 1.


Eu tinha certeza de que a edição estava lá.


Eis que como um passe de mágica aparece o gibi dentro de um saquinho plástico, rapidamente, peguei a revista, joguei dentro do cesto onde estavam as outras para que ninguém visse e continuei a ver a caixa.


Peguei mais umas 4 a 5 revistas e depois levei o cesto para o vendedor que  fez a contagem do material, deu o preço, paguei e depois fui ver com mais calma os exemplares comprados.


Engraçado,  havia posto na minha cabeça que compraria um Tex 1 da 1ª edição e eis aqui na minha pequena e humilde coleção.


Moral da história: no mundo do gibis e da vida: não se lamente, você só tem aquilo que tem de ser seu, o que não é para ser seu não será.


André Luiz Aurnheimer.


Sebo da Bidi,uma nova geração em artigos colecionáveis.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Tex, sempre Tex!

  1. Adalberto disse:

    Parabéns André! Lindo exemplar e experiência que vale para todos nós que amamos quadrinhos.

  2. Este nº 1 com certeza está em ótimas mãos, Parabéns André!

    • Obrigado mestre Adriano pelas palavras.
      Sabe? Meu amigo, no nosso meio, já vi muitos gibis e álbuns, mas apenas um Tex 1 da 1ª edição, o exemplar da foto.
      Até hoje, não acreditei que comprei a revista.
      Fico honrado pela visita do amigo e sempre gosto de lembrar de que o primeiro vendedor que negociei no mercado livre foi você, meu amigo, comecei bem.
      Abração.

  3. Jose Carlos Alarca disse:

    Tenho varias revistas de que me separei anos atras e que acabaram retornando com a facilidade da internet
    Axho que deviam mesmo ser minhas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s